Google acaba com aspecto social do Reader em reformulação esperada

O que nós temíamos finalmente aconteceu: agora pouco aparentemente todos os usuários do Google Reader receberam a nova versão do serviço, integrada visualmente com o Google+/novo padrão visual da empresa e sem os elementos sociais, todos eles substituídos por um botão +1.

Screenshot de item sendo compartilhado no novo Google Reader.

Novo visual do Google Reader.

O visual segue as formas, cores e padrões já adotados pelo Gmail, Google Maps e Google+ e, a bem da verdade, não traz surpresas. Não muda em nada a estrutura do antigo, é apenas uma variação estética — e aqui cabe a você, leitor/usuário, ver, pensar um pouco e decidir se lhe agrada ou não.

De minha parte, achei a coluna de pastas e feeds muito espremida e os ícones, desproporcionais. A ausência de linhas divisórias passa uma sensação de bagunça, coisa que, espero, seja temporária. Deu para perceber que não curti muito, né?

Mas o que eu não gostei, mesmo, foi da já esperada eliminação das características sociais do Reader, o compartilhamento de itens e tal. Toda essa gama de recursos foi substituída por um botão +1, e daí vem a tal “integração com o Google+”. Sério, Google? Sérião que a alardeada integração é uma droga de um botão em cada entrada? Só isso mesmo!? Não estão escondendo mais nada aí?

Veja: nada contra utilizar o Google+, ou a sua estrutura, para essa finalidade. Os recursos sociais eram redundantes, sim, mas tinham sua razão de ser porque os itens compartilhados a gente consultava dentro do Google Reader. Nisso reside toda a diferença.

Agora, não. Os ícones marcados com “+1″ podem ser compartilhados a partir do Google Reader, mas só são visíveis no Stream do Google+, sem qualquer distinção de links compartilhados manualmente. (Não que essa distinção faça diferença; pondo em termos melhores, os links compartilhados não têm distinção dos outros tipos de conteúdo publicados no Google+.) O principal problema é que não dá para ver os links compartilhados pelo Google Reader *no* Google Reader.

Não trocaram o lado social do Reader pelo Google+, simplesmente acabaram com ele. Já existem tutoriais na web ensinando a migrar seguidores e seguidos do Reader para o Google+; isso deveria ser, no mínimo, automático.

No fim das contas, o Reader transformou-se num catalisador de “+1″. Ainda funciona, mais feio, mas bem, como agregador de feeds. Porém, o que era um diferencial bacana e sempre agradável, os itens compartilhados de amigos e gente que admiro e sigo, agora está disperso no Google+. Vai agregar à rede social? Sim, com certeza. Espere ver mais movimento no Stream e nos círculos, originado por conteúdo da melhor qualidade. O problema é o custo que tal mudança pode cobrar: a iniciativa e a animação do usuário em compartilhar. Será que as pessoas continuarão com a mesma vontade de fazê-lo num ambiente diferente, mais hostil e menos focado na leitura? De cara, a minha diminuiu bastante — foi uma broxada legal. O tempo dirá se essa sensação permanecerá e corro o risco, como sempre, de morder a língua lá na frente.

Em tempo: como o cerne do Reader não foi afetado, acredito eu que interfaces ricas para a visualização de feeds terão nessa mudança uma ótima brecha para crescerem. Coisas como Feedly, PulseFlipboard e Zite, além da apresentação mais agradável, têm recursos sociais independentes das picuinhas do Google com competidores e mais refinadas — a colheita e o envio de links para Twitter e Facebook, por exemplo.

Marcados com: , ,
Publicado em Notícias
20 comentários sobre “Google acaba com aspecto social do Reader em reformulação esperada
  1. eduardomps disse:

    só concordo com um ponto, não poder ver os comentários dentro do próprio reader. de resto, tá bom.

    ps: ok, os ícones realmente estão maiores do que deveriam.

  2. André disse:

    Este visual é feio que dói. Minimalismo para mim é desculpa de designer preguiçoso, incapaz de fazer algo legal sem pesar muito. Sempre preferi a interface antiga e é ela que eu uso no meu gmail.

  3. Luto! rs…
    Usava demais a opção compartilhar, assim como meus amigos. Duvido que todos migrem para o Google+.
    A Google parece estar apelando para que usemos a sua rede social, que tá mais pacata que a Lua.

  4. Fernando disse:

    conseguiram cagar com o reader… porque, deus!?

  5. Nash disse:

    Achei que o botão “Subscribe” ficou muito chamativo.

  6. E o grande trunfo para mim do Google Reader era as opções de compartilhamento… :-(

  7. Luiz Alberto disse:

    O meu acabou de mudar. Não vou reclamar do visual pq tá melhor que o antigo, pelo menos eu achei. Mas aqule botão isncrever ocupou uns dois dedos de espaço vertical! Pra que isso??
    Não sei se é porque mudou agora mas.. tá tudo travando aqui. :@

  8. André disse:

    No fórum de discussão deles, o bicho tá pegando. Todo mundo tá odiando a interface. Podiam, pelo menos, colocar um botão para deixar o layout antigo

    Barra horizontal superior preta com um botãozão vermelhão. É isso que se aprende nas faculdades de design?

  9. Felipe Lima disse:

    poderia ser igual o BLOGSPOT ou GOOGLE DOCS que tem opção para continuar utilizando o layout antigo! mas nao adiantaria muito, já que todo recurso de compartilhamento fica “preso” no G+!

    quem dera poder compartilhar no OKURT, TWITTER e FACEBOOK!

    vamos aguardar!

    • eduardomps disse:

      isso já existe, Felipe, mas você tem que configurar:

      lá no alto, no canto, clica na famosa engrenagem e em configurações do reader. na última aba, você seleciona os serviços para os quais você quer enviar.
      depois de configurado, aparece na barrinha embaixo de cada item do feed mais uma opção “Enviar para”

  10. Rodrigo Fante disse:

    Eu gostei bastante e sinceramente não entendo esse mi mi mi por não poder buscar no Google Reader, por mim a Google fez pouco, poderia ter colocado o reader de vez dentro do +, é um saco ter que abrir 2 serviços para ler os feeds, ou pelo menos ter colocado um notifier no plus para avisar que tem feed novo.

    A interface eu discordo também, gostei bastante, não achei espremida.

    • André disse:

      Thanks, mas eu não gosto de redes sociais. Saía então é usar um leitor de RSS? Deve ser. O que vc acha de um restaurante onde 99% das pessoas reclama do serviço? Vc iria ignorá-las se apenas uma ou duas pessoas dissessem “isso é mimimi, o restaurante é muito bom”?

  11. Marcos Marcelo Ramos disse:

    Gostei da interface, assim no estilo dos demais produtos do Google.

  12. Kadu disse:

    Geralmente gosto de atualizações na interface (foi assim com a nova interface do Orkut, Twitter e Facebook), mas essa do Google Reader me deixou com a impressão de que a antiga era mais organizada e aproveitava melhor o espaço.

    • Kadu disse:

      Quando às opções da compartilhamento, não me fazem falta, mas realmente seria bom um espaço no Reader para mostrar o que foi compartilhado por alí.

  13. Felipe Lima disse:

    poderia ser igual o Gmail, ter opções de personalizar o layout!

    fica a dica GOOGLE!

  14. André disse:

    Tivemos Google Wave, Google Buzz e agora a ca$%%$%$#$@%da no Google Reader. Google mostrando que começa com coisas boas e “evolui” para coisas piores.

    Mas para alguns, catinga de bode é cheiro. Divirtam,-se com suas redes sociais, eu vou caçar um leitor RSS decente.

  15. Willder disse:

    É como o Rodrigo disse: “Sérião que é só isso?”

    Acho que o Google está perdendo o jeito pra essas coisas. O novo Google Reader me passou a impressão de um produto mal acabado, eu esperava mais do visual novo dele se baseando nos outros que já tiveram a atualização (e que ficaram muito bons), mais nele eu não gostei.

    Infelizmente dependo dele para ver as atualizações dos sites porque ficarei sem internet por um tempo em breve então vou usar ele pelo celular, mais… do jeito que ficou, só usarei porque é a única opção.

  16. Ibraim disse:

    Meu Reader mudou o visual, mas continua exatamente como antes no que diz respeito a funções. Nada sumiu. A única mudança, além do visual, foi a troca do ‘gostar’ pelo botão do G+. De resto tá tudo lá: marcar com estrela, emviar por e-mail, enviar para Facebook, Twitter…

    O Google voltou atrás ou o meu é uma exceção?