Programa educacional oferece financiamento para Educação Básica

Depois de participar de uma oficina de Rádio jornalismo e Educação, o radialista Arildo Leone da cidade de Cipó, na Bahia, decidiu criar o programa Educação no Ar. O programa tem feito muito sucesso na cidade e discute diversos assuntos, como o problema de crianças fora da escola e o Fundef.

Não deixe de realizar o curso que desejas por conta de condições financeiras, pois, o programa Educa Mais Brasil 2020 disponibiliza bolsas de estudo com até 70%. Mais uma vantagem é que há cursos de todos níveis de ensino, desde o nível básico até a pós-graduação.

As inscrições no programa podem ser feitas no site do oficial e durante todo o ano. Para isso, basta informar todos os dados necessários e escolher o curso desejado.

Resposta de carta – O ouvinte Rogério de Sousa Oliveira, da Fazenda Cristal, município de Conceição do Araguaia, Pará, reclama da falta de transporte para as crianças da região. O Rogério diz que está na 6a série, mas só está estudando porque fica na casa da tia dele na cidade, durante toda a semana. O problema é que a tia vai ter que voltar para a roça. Ele está preocupado e diz que existem 16 crianças na região sem estudar porque não tem escola, nem transporte para levá-las para a cidade, que fica só a 12 quilômetros de distância. E a estrada é boa. Só está faltando colocar o transporte. O Escola Brasil lembra ao prefeito de que é obrigação do município dar escola ou oferecer o transporte para as crianças.

Curiosidade – Cientistas da Dinamarca descobrem novo tipo de animal num poço gelado da Groenlândia. Mede 0,01 mm e não se encaixa em nenhuma das outras famílias do reino animal.

Deu no jornal – O jornal Folha de São Paulo, na Internet, traz matéria dizendo que o deputado Renato Silva (PSDB) apresentou um projeto na Câmara propondo que as letras do Hino Nacional e do Hino à Bandeira nacional sejam impressas nas contracapas de cadernos e livros escolares. Segundo ele, a população brasileira possui uma “ignorância cívica” e a razão disso é a falta de divulgação dos símbolos nacionais na escola e fora dela.

A artista plástica Nirvana Rios começou há 5 anos trabalho voluntário na favela Estrutural, em Brasília. Crianças de 7 a 18 anos aprendem a pintar. A arte mudou a vida de muitas delas. Hoje aceitam mais a realidade e conquistaram autoestima. Alguns expuseram os trabalhos e conseguiram vender, com o dinheiro puderam realizar sonhos. Entrevista com a artista e um estudante.

Luiz Alberto comenta cartas dos ouvintes que trazem informações sobre animais. É caso do ouvinte Washington Lino da Silva, de Várzea da Palma/MG, que escreveu contando que a preguiça dorme 18 horas por dia e detesta água.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *