Symantec recomenda cautela no uso do pcAnywhere devido a roubo do código-fonte

Em 2006, os códigos-fonte de alguns dos principais produtos da Symantec foram roubados. A notícia só veio à tona agora, seis anos depois, graças a um Anonymous que ameaça divulgar os objetos do crime.

Por serem versões bem antigas, a princípio pensou-se que não haveria problema para os usuários das últimas. Mas a Symantec, via white paper, recomenda especificamente aos usuários do pcAnywhere, solução corporativa de acesso remoto/helpdesk, que evitem o uso e desinstalem o programa das máquinas até que “correções para bugs conhecidos” estejam prontas. De lá:

“Neste momento, a Symantec recomenda desabilitar o produto até que seja lançado um conjunto final de atualizações do software que resolva os riscos e vulnerabilidades atualmente conhecidos. Para clientes que precisem do pcAnywhere para finalidades críticas de negócio, é recomendado a eles conhecerem os riscos atuais, garantir que o pcAnywhere 12.5 [última versão] esteja instalado, aplicar as correções relevantes tão logo elas sejam lançadas e seguir as boas práticas de segurança gerais discutidas aqui.”

Na segunda, a Symantec lançou três correções para o pcAnywhere. Outras virão.

Talvez eu esteja interpretado errado, mas vendo de cima, a declaração da Symantec me dá a ideia de que há falhas no pcAnywhere que persistem desde 2006 sem terem sido sanadas até agora. Poxa, é um produto caro, pelo canal de vendas da própria empresa uma licença sai por ~R$ 460. Descaso?

[Ars Technica]

Marcados com: , , ,
Publicado em Notícias
Um comentário sobre “Symantec recomenda cautela no uso do pcAnywhere devido a roubo do código-fonte
  1. Só agora? 6 anos depois? =O